HORA SANTA COM JESUS

HORA SANTA COM JESUS

Hora incómoda, hora de amor do bom, esse que aparece nos momentos difíceis. Hora com Jesus! É Ele quem nos convida: “A minha alma está numa tristeza de morte; ficai aqui e vigiai comigo” (Mt 26,38).

Jesus queremos acompanhar-te na oração desta noite. Seguimos-te ate agora. Mas esta noite notamos-te diferente, sentimos-te com muita tristeza. Não estás no teu melhor momento; tiveste outros momentos melhores, que sempre compartilhaste connosco. Agora a tristeza assoma-se aos teus olhos. Agora pedes-nos que estejamos contigo, que não tenhamos pressa nem sono, nem cobardia nem medos.

Queres que estejamos junto de ti. Sem dizer nada. Abertos ao mistério do Pai, cujos caminhos são tão obscuros. Como nos custa, Jesus, estar contigo nesta hora tão triste! Preferiríamos fazer mil coisas antes que estar com a gente que sofre e passa mal.  

Momento de silêncio longo para pedir a Jesus que nos purifique dos medos e cobardias, que nos atenazam.

Canto repetitivo: UBI CARITAS ET AMOR, UBI CARITAS, DEUS IBI EST.  

Hora santa, hora dos porquês, hora das memórias mais profundas, hora do amor, hora necessária para não cair em tentação. ¡Hora com Jesus! Ele é quem nos diz: “Orai, para que não entreis em tentação” (Lc 22,40).  

Recordamos as tuas palavras, os teus gestos, a tua vida de entrega. Olhaste-nos, meteste-te na nossa entranha, curaste-nos. Despertaste o melhor de nós. Junto de ti assomou-se a alegria nos nossos lábios.

Ensinaste-nos a olhar para a vida com novos olhos. Quantas vezes nos levaste ao assombro! Como podemos, agora, manter-nos à margem da tua dor?

Deixar-te só seria a maior tentação, o maior abandono. Além disso, acaso a tua dor, como toda a tua vida, não é por nós? Deixar-te só seria a nossa morte, pois aonde iríamos beber a água que só na tua fonte saboreamos?  

Momento de silêncio longo para agradecer a Jesus tanto amor, tanta vida.

Canto repetitivo: UBI CARITAS ET AMOR, UBI CARITAS, DEUS IBI EST.  

Hora santa, hora do amor calado, hora de Jesus, hora nossa, hora do grão de trigo que morre para dar fruto, hora do serviço. Jesus no- lo diz: “Que vos ameis os uns aos outros, assim como Eu vos amei” (Jo 13,34).  

Que podemos fazer contigo? Não tens palavras, nem sequer olhar. A tua vida se está rompendo em pedaços. O teu gesto de partir o pão e de repartir o cálice não foi teatro.

Que podemos fazer por ti? Estar, simplesmente estar. Falando a linguagem do calado amor, que é o que Tu mais ouves. Te adoramos. Te louvamos. Te agradecemos.

Abrimos as mãos para acolher o teu sangue, que limpa os nossos temores e infidelidades.  

Momento de silêncio longo para estar com Jesus, em assombro adorador.

Canto repetitivo: UBI CARITAS ET AMOR, UBI CARITAS, DEUS IBI EST.  

Que se passa, Jesus? Estás mudo, mas no silêncio a tua Palavra continua ressoando no nosso coração. Estás ferido, mas as tuas feridas curaram as nossas.

Estás abaixado, mais que nunca, mas ao lavar os nossos pés despareceu o cansaço e a culpabilidade e brotou uma alegria desconhecida.

Aqui estamos, Senhor, para fazer a tua vontade. Juntos andemos, Senhor! 

PDF